Ore...

 

Pai nosso que estais no céu,
por quê tanta insanidade?
Te peço, santificai a minha pouca idade,
pois eu não sei o que faço neste lugar.
Se pensamos,
em um dia ir ao Vosso reino,
não nos permita que encharquemos
com sangue teu sagrado chão.
Senhor Nosso Pai,
sei que esta não é sua vontade,
mas usam o teu nome e o da liberdade,
para outros povos escravizar.
Deus Nosso Pai,
este pão que nos alimenta,
permita que em paz eu o divida
com aqueles que vamos lutar.
Jesus Clemente,
perdoai os senhores da guerra,
que se julgam os donos da terra,
porque só a ti cabe, a eles julgar.
Rogo meu Deus,
que na batalha eu morra então!
Mas que jamais caia na tentação,
de uma vida inocente tirar,
em nome da mentira e da usurpação.
Amém!
 
(Desconheço Autoria)

Postagens mais visitadas deste blog

Brinquedos pedagógicos reciclados para maternal e berçário

"MONÓLOGO DAS MÃOS" ..... Giuseppe Ghiaroni

Cities After World War III